Vamos promover a longevidade do monumento histórico e símbolo nacional.

As particularidades do Monumento Cristo Redentor, como por exemplo, grande número de visitações, altitude, inserção e suas dimensões fazem com que se necessite um acompanhamento e cuidado especial com a sua estrutura que foi feita em 1931.

Linha do tempo

2017
2017
  • • Início das investigações sobre o estado de conservação do Monumento.
  • • Início do Levantamento Fotogramétrico, a partir de fotografias aéreas e terrestres com equipamentos de alta resolução, da face externa;
  • • Restauro do dano no revestimento do manto;
  • • Análises laboratoriais do material que constitui o monumento;
  • • Limpeza e revitalização do pedestal;
  • • Impermeabilização do topo do pedestal.
2018
2018
  • • Realização do projeto de readequação do Sistema de Proteção de Descarga Atmosférica (Sistema de para-raios), realizado pela UFJF;
  • • Início da Elaboração do Plano de Trabalho de Conservação Preventiva e Tratamento do Monumento, em atendimento à exigência do IPHAN(Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional);
  • • Monitoramento dos danos encontrados no manto com retirada do material em risco de desprendimento;
  • • Análise do material pétreo esteatita pelo geólogo da UFOP.
2019
2019
  • • Aprovação do Plano de Trabalho pelo IPHAN;
  • • Acompanhamento dos danos encontrados no manto com retirada do material em risco de desprendimento.
2020
2020
  • • Montagem dos andaimes;
  • • Visita técnica realizada no Monumento ao Cristo Redentor, como parte dos serviços desenvolvidos na etapa dos diagnósticos, referente ao Projeto de Restauro Cristo 90 anos - Restauros emergenciais, manutenção preventiva e obras emergenciais, fase 1 - Pronac 194212;
  • • Lançamento do Projeto de Restauro Cristo 90 Anos
2017
  • • Início das investigações sobre o estado de conservação do Monumento.
  • • Início do Levantamento Fotogramétrico, a partir de fotografias aéreas e terrestres com equipamentos de alta resolução, da face externa;
  • • Restauro do dano no revestimento do manto;
  • • Análises laboratoriais do material que constitui o monumento;
  • • Limpeza e revitalização do pedestal;
  • • Impermeabilização do topo do pedestal.
2018
  • • Realização do projeto de readequação do Sistema de Proteção de Descarga Atmosférica (Sistema de para-raios), realizado pela UFJF;
  • • Início da Elaboração do Plano de Trabalho de Conservação Preventiva e Tratamento do Monumento, em atendimento à exigência do IPHAN(Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional);
  • • Monitoramento dos danos encontrados no manto com retirada do material em risco de desprendimento;
  • • Análise do material pétreo esteatita pelo geólogo da UFOP.
2019
  • • Aprovação do Plano de Trabalho pelo IPHAN;
  • • Acompanhamento dos danos encontrados no manto com retirada do material em risco de desprendimento.
2020
  • • Montagem dos andaimes;
  • • Visita técnica realizada no Monumento ao Cristo Redentor, como parte dos serviços desenvolvidos na etapa dos diagnósticos, referente ao Projeto de Restauro Cristo 90 anos - Restauros emergenciais, manutenção preventiva e obras emergenciais, fase 1 - Pronac 194212;
  • • Lançamento do Projeto de Restauro Cristo 90 Anos
01
01/06

Curiosidades

Visitantes ilustres

Desde a inauguração, o Santuário Cristo Redentor já recebeu visitas de muitas pessoas ilustres, como o Papa João Paulo II, o Dalai Lama, a Princesa Diana, o Príncipe Charles e o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, com a família.

Estrutura que resiste

Por estar no alto do Morro do Corcovado, o Monumento foi projetado para resistir a ventos de até 250km/h, uma média quatro vezes maior do que a registrada na época da construção. Ele suportaria até mesmo os ventos de um furacão de categoria 5, como o furacão Katrina, que atingiu os EUA.

Quanto custou o Cristo Redentor?

Na época, a construção do Cristo Redentor custou dois mil e quinhentos contos de réis, o que equivaleria a 9,5 milhões de reais. O custo baixo foi devido ao uso do concreto armado na estrutura. A Estátua da Liberdade, que tem armação metálica, saiu por 60 mil contos de réis, o equivalente a 228 milhões de reais. Além do baixo custo e da eficiência, a escolha pelo concreto armado se deu pelo receio de que uma armação metálica pudesse ser desmontada num esforço de guerra.

Quem construiu o Cristo Redentor?

Em 1921, quando se aproximava o centenário da Independência, um grupo de leigos católicos retornou com a ideia de fazer um monumento religioso. A largada para a construção do monumento foi dada com um concurso para escolher como seria a imagem do Cristo. Entre os 3 finalistas, o vencedor foi o engenheiro-arquiteto Heitor da Silva Costa. Para completar o projeto, Heitor chamou um amigo, o artista Carlos Oswald, para fazer uma pintura com a imagem do Cristo sobre o Monte Corcovado. Neste momento, ele entende que o monumento seria uma união entre a arte e a engenharia, tendo a estrutura de um prédio vazio por dentro e, ao mesmo tempo, a beleza e os detalhes de uma escultura por fora. Heitor então vai à Paris e contrata o escultor de origem polonesa, Paul Landowski. A construção, toda em concreto armado, se deu com a ajuda do engenheiro especialista Albert Caquot, com o engenheiro mestre de obras Heitor Levy e com o engenheiro fiscal Pedro Fernandes Viana.

De que é feito?

O Monumento ao Cristo Redentor é feito de concreto armado e todo revestido em pedra-sabão, material resistente à erosão. As peças foram cortadas em milhares de triângulos, coladas à mão uma a uma sobre um tecido e, depois, aplicadas na imagem por pastilheiros. Antes de colar cada peça, as senhoras da sociedade escreviam o próprio nome e de familiares e também de pessoas que doaram dinheiro para a construção do monumento, pedindo a bênção do Cristo Redentor.

Participação feminina

O Cristo Redentor foi desenhado pelo artista plástico Carlos Oswald, e, desde a construção, as mulheres tiveram participação. Foi através das mãos femininas que os mosaicos triangulares, que cobrem toda a estátua, foram colados um a um. O Cristo é uma obra tão perfeita que o escultor Maximiliam Paul Landowsky, responsável pela criação da cabeça e das mãos, fez o molde em formato de mãos femininas, com toda sensibilidade. Essas mãos representam a suavidade de um toque, a ternura de um abraço acolhedor e, ao mesmo tempo, um aperto de mão, que mostra a força da mulher.